Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eduardo Vítor Rodrigues

As nossas notícias são a nossa História atual. As nossas reflexões são pensamento para um futuro melhor. A nossa gente é a nossa vida. Gaia somos todos!

Eduardo Vítor Rodrigues

As nossas notícias são a nossa História atual. As nossas reflexões são pensamento para um futuro melhor. A nossa gente é a nossa vida. Gaia somos todos!

Autarquia comparticipa requalificação das instalações do Grijó Ténis Clube

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

Com vista às obras de requalificação das instalações do Spincourt – Grijó Ténis Clube, a Câmara Municipal de Gaia vai votar, na reunião do Executivo de segunda-feira, um apoio financeiro destinado ao projeto de arquitetura para a empreitada.

Depois de aprovada, em 2020, a requalificação daquela infraestrutura, a autarquia irá comparticipar com cerca de 3.500 euros o projeto de arquitetura e de especialidades, no âmbito da dotação de benefícios públicos.

Atendendo à intenção do clube, a autarquia leva a proposta a votação já que entende que o projeto “irá incrementar significativamente as condições proporcionadas aos mais de 100 atletas, especialmente às camadas de formação” e que, simultaneamente “contribuirá para uma valorização do património desportivo do concelho”.

DATA: 15/05/2022

FONTE: https://mundoatual.pt/autarquia-comparticipa-requalificacao-das-instalacoes-do-grijo-tenis-clube/

 

Autarquia de Gaia incentiva prática de vela adaptada

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

Será votado e um protocolo financeiro com o CWDS – Clube We Do Sailing, no valor de cerca de cinco mil euros, tendo em vista o desenvolvimento da modalidade de vela adaptada. Neste sentido, o clube irá disponibilizar, na presente época desportiva, a utilização da embarcação, incluindo monitores e demais recursos necessários, todas as manhãs, de segunda a quinta-feira, entre as 9h30 e as 12h30, a indivíduos portadores de deficiência, indicados pelo Município, em parceria com a APPACDM, CERCIGaia e APPDA.

O CWDS é uma instituição com serviços prestados ao desporto, em particular na modalidade de vela e pretende alargar a sua atividade, permitindo a aprendizagem por pessoas portadoras de deficiência, num projeto de inclusão com inegáveis reflexos na melhoria da autoestima, das condições físico-psíquicas e da estimulação cognitiva e motora dos utentes

DATA: 14/05/2022

FONTE: https://terrasdegaia.pt/sem-categoria/autarquia-de-gaia-incentiva-pratica-de-vela-adaptada/

 

Gaia marca presença na VI Mostra de Turismo das cidades do Eixo Atlântico

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

O Município de Vila Nova de Gaia vai voltar a marcar presença na VI edição da Mostra de Turismo das cidades do Eixo Atlântico – Expocidades que decorre de 13 a 15 de maio, em Ferrol – Galiza.

Trata-se de um evento organizado pelo Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, uma associação transfronteiriça que integra 39 cidades do Norte de Portugal e da Galiza. Este evento proporciona, assim, a cada concelho, a possibilidade de dar a conhecer as suas potencialidades turísticas e promover os respetivos territórios como destino turístico de proximidade.

Nesta participação associam-se diversos agentes turísticos da área da gastronomia, enoturismo, agências de viagem, alojamento e animação turística. O Park Hotel marcará presença, com várias ações dedicadas à promoção de campanhas e também ao sorteio de estadias nos seus diferentes empreendimentos. A Quinta da Boeira estará representada pelo seu vinho do Porto – “White Diamond Port”, premiado a nível internacional.

Durante todo o fim-de-semana estarão, também, presentes os operadores turísticos LK Travel e a Porto Welcome promovendo as diferentes valências e possibilidades no nosso destino.

DATA: 13/05/2022

FONTE: https://terrasdegaia.pt/sem-categoria/gaia-marca-presenca-na-vi-mostra-de-turismo-das-cidades-do-eixo-atlantico/

 

Gaia cria fundo de recuperação com 5,3 milhões de euros destinado a associações e escolas

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

O Fundo de Apoio à Recuperação Covid-19 é destinado a escolas e outras entidades sem fins lucrativos que queiram fazer obras ou realizar atividades para mitigar os efeitos da pandemia.

Dom Luis I Bridge, Porto, Portugal

A câmara de Vila Nova de Gaia vai entregar 5,3 milhões de euros a instituições de solidariedade social (IPSS), escolas e outras entidades sem fins lucrativos que realizem obras e promovam atividades para recuperar do impacto da pandemia.

A medida chama-se Fundo de Apoio à Recuperação Covid-19 — Associações Locais (FARC-AL) — e está descrita numa proposta que o executivo socialista de Gaia, no distrito do Porto, leva a votação, na segunda-feira, em reunião camarária.

Segundo o documento, a que a Lusa teve acesso esta sexta-feira, o montante global deste fundo é superior a 5,3 milhões de euros, e as IPSS, escolas e outras entidades locais se poderão candidatar com ideias para obras ou atividades, sendo financiadas com verbas que vão desde os 70 aos 1.000 euros.

A título de exemplo, uma proposta para criar espaços snoezelen com instrumentos de combate ao stress e promoção da qualidade de vida pode ser comparticipada com 70 euros, enquanto programas que potenciem a literacia digital e a adaptação das comunidades aos desafios da digitalização podem receber verbas de 350 euros.

A construção ou adaptação do espaço público para a prática de atividade física é outra das rubricas previstas no FARC-AL com dotações de 1.000 euros, enquanto a criação de mecanismos de valorização dos profissionais cuja atividade se centre na intervenção social junto das populações terá financiamentos até 450 euros.

Este fundo é constituído por 11 linhas de apoio com dotações máximas e os apoios são atribuídos mediante candidatura.

Como resposta às profundas consequências ocorridas e a decorrer com esta pandemia, impõe-se um conjunto de iniciativas para a mitigação dos impactos negativos da pandemia na comunidade e nos seus agentes de proximidade, nomeadamente instituições de solidariedade social e outras entidades sem fins lucrativos cuja atividade se centre nas respostas sociais”, refere a proposta do FARC-AL.

Também na segunda-feira, e sobre o mesmo âmbito, será discutida e votada uma proposta que visa apoiar as 15 uniões e juntas de freguesia de Vila Nova de Gaia.

O Fundo de Apoio à Recuperação Covid-19 — Juntas de Freguesia (FARC-JF) — tem uma dotação de 390 mil euros.

De acordo com a proposta, as autarquias podem submeter candidaturas para realizar atividades que fomentem o envelhecimento ativo, combate ao isolamento e estimulação cognitiva, bem como programas ligados à primeira infância, entre outros vetores, num total de cinco linhas de financiamento.

“O FARC-JF tem um caráter excecional e temporário que se esgota com a atribuição da totalidade do montante definido como financiamento”, refere o documento.

DATA: 13/05/2022

FONTE: https://observador.pt/2022/05/13/gaia-cria-fundo-de-recuperacao-com-53-milhoes-de-euros-destinado-a-associacoes-e-escolas/

 

Gaia Férias+ vai regressar

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

Destinado a todos os jovens do Município de Gaia dos 10 aos 15 anos de idade, o campo de férias «Gaia Férias+» está de regresso.

O programa contempla diversas atividades, desenvolvidas em colaboração com entidades parceiras do Município de Gaia, tais como primeiros socorros (pelos Bombeiros Sapadores de Gaia), nutrição (pelas técnicas da Divisão de Saúde da autarquia), artes marciais, ténis, canoagem, golfe, ténis de mesa, expressão dramática, atletismo, desportos coletivos, música, artes plásticas, teatro, jogos tradicionais, desportos na Natureza (paintball, orientação, pista de obstáculos, rapel, tiro ao arco, arborismo, bumper, archer tag), piscina ao ar livre, remo, dança e capoeira, entre outras atividades, como visitas ao Zoo de Lourosa, à Escola Rodoviária (Santa Maria da Feira) ou à Quinta de Biotecnologia (Argoncilhe). O projeto inclui saídas diárias, ao longo de seis semanas, trabalhando de forma descontraída e informal comportamentos, valores e a criatividade e proporcionando experiências memoráveis.

O valor de inscrição por semana é de 70 euros, sendo que haverá descontos para quem frequenta mais de uma: uma semana (70 euros), duas semanas (125 euros), três semanas (180 euros), quatro semanas (225 euros). No caso de haver inscrições de irmãos em mais de uma semana, o valor será de 65 euros, por semana e por criança. A inscrição deverá ser feita na plataforma www.gaiaferiasmais2022.admeus.pt. Estão assegurados os almoços e lanches e o seguro, sendo que se recomenda que cada um traga um pequeno lanche para meio da manhã e uma garrafa de água.

DATA: 13/05/2022

FONTE: https://terrasdegaia.pt/sem-categoria/gaia-ferias-vai-regressar/

 

Gala de Finalistas do ensino secundário regressa hoje e amanhã a Gaia

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

A Gala de Finalistas do Ensino Secundário, em Vila Nova de Gaia, está de regresso após dois anos de interregno na sequência da pandemia de Covid-19. No evento, que se vai realizar entre 12 e 13 de maio, na Quinta da Torre Bella, em Oliveira do Douro, às 19 horas, são esperados cerca de 800 alunos de todos os estabelecimentos de ensino secundário do concelho.

“Trata-se de uma excelente notícia que vem repor um sentimento de justiça. O final do ciclo do ensino secundário deve ser celebrado em conformidade, para ficar no álbum das grandes memórias da nossa vida. No entanto, não esquecemos todos aqueles que nos últimos anos foram privados deste grande evento. A todos eles deixo novamente o reconhecimento do Município pelo seu percurso escolar e determinação”, salientou Elísio Pinto, vereador da Juventude da Câmara Municipal de Gaia.

A Gala de Finalistas é feita na sua totalidade com os contributos e as ideias dos jovens. Quer o músico Fernando Daniel (que vai atuar em ambos os dias), quer a logística ou a ementa foram definidos de acordo com as escolhas dos jovens e das associações de estudantes que vão marcar presença no evento.

DATA: 12/05/2022

FONTE: https://mundoatual.pt/gala-de-finalistas-do-ensino-secundario-regressa-hoje-e-amanha-a-gaia/

 

Gaia assinalou “Dia da Europa” com flash mob

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

Na última segunda-feira, 9 de maio, “Dia da Europa”, os jovens de Vila Nova de Gaia apresentaram um flash mob para celebrar a data e, simultaneamente, representarem os “valores europeus, a partilha, a solidariedade e a paz”.

A coreografia foi da responsabilidade da Escola de Dança Ginasiano e o logótipo das camisolas pela jovem gaiense Mariana Maia Rocha.

“As cores do município de Gaia decoraram mãos que simbolizam a União Europeia e transformam-se em pombas coloridas de paz e representativas da multiculturalidade europeia”, descreveu o município, na sua página oficial.

DATA: 10/05/2022

FONTE: https://viva-porto.pt/gaia-assinalou-dia-da-europa-com-flash-mob/

 

Alunos do 4.º ano do Concelho de Gaia de visita ao Oceanário de Lisboa

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

O gabinete de Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vai voltar a organizar as viagens de finalistas do 4.º ano ao Oceanário de Lisboa, depois de uma pausa de dois anos devido à pandemia. Todos os estabelecimentos de ensino básico públicos estão abrangidos e as viagens, que serão realizadas de comboio desde a estação das Devesas à Gare do Oriente, começam no dia 17 de maio e vão terminar em meados de junho.

Oceanário de Lisboa

"Trata-se de uma recompensa justa e um estímulo a cerca de três mil jovens que podem ter uma experiência única. É com enorme alegria que voltamos aos carris", destacou Elísio Pinto, Vereador da Juventude.

Pela primeira vez, as viagens vão ser acompanhadas por dois agentes da PSP (Escola Segura). O trajeto entre a Gare do Oriente e o Oceanário será também acompanhado pela PSP de Lisboa. A todos os jovens será dado acompanhamento por parte de elementos do Gabinete de Juventude de Gaia.

De regresso está também a Gala de Finalistas do 12.º ano e os pormenores serão conhecidos dentro de dias.

DATA: 11/05/2022

FONTE: https://www.jn.pt/local/noticias/porto/vila-nova-de-gaia/alunos-do-4-ano-do-concelho-de-gaia-de-visita-ao-oceanario-de-lisboa-14847572.html

 

Gaia apresenta exposição sobre a “memória dos lugares e pessoas” do concelho

Eduardo Vítor Rodrigues, 17.05.22

O município de Vila Nova de Gaia recebe esta terça-feira, 10 de maio, a exposição “Comunidade em histórias – Memória dos lugares e pessoas de Gaia”. A mostra inaugura no centro cívico do concelho, onde vai estar presente até ao dia 5 de junho.

Trata-se do resultado de uma articulação entre o Museu Ubuntu Gaia, a equipa do projeto “Meu Bairro Minha Rua” e a equipa de desenvolvimento de projetos Plano Director Municipal (PDM) participativo da Gaiurb, E.M. para dar a conhecer a história dos locais pela voz de quem os habita.

De forma a promover uma democracia participada e próxima dos cidadãos, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia apostou no resgate e preservação de memórias individuais e coletivas para, a partir daí, pensar e planear a cidade.

“O Mapa de Memórias Coletivas que dá a conhecer o território e a sua evolução ao longo dos anos é o resultado da interação entre a equipa de desenvolvimento do PDM da Gaiurb e os cidadãos, que agora permite percorrer Gaia através dos tempos e na sua geografia”, descreve o município, em comunicado.

Para o presidente da autarquia, Eduardo Vítor Rodrigues, conhecer a comunidade através das suas histórias é também “um exercício de cidadania participativa, pois temos a responsabilidade de ouvir, recolher e reter o património intrínseco a cada um desses contributos”.

“Ao longo dos últimos meses, em sede de revisão do PDM, chamámos os gaienses a contribuir com o seu conhecimento alicerçado na vivência do município. É tempo, agora, de o darmos a conhecer, juntando muito do que apreendemos nos projetos Ubuntu, que tantas e tão significativas transformações têm trazido à comunidade”, salientou.

DATA: 09/05/2022

FONTE: https://viva-porto.pt/gaia-apresenta-exposicao-sobre-a-memoria-dos-lugares-e-pessoas-do-concelho/

 

 

“Não houve poupança nem ganhos com a agregação de freguesias”

Eduardo Vítor Rodrigues, 10.05.22

O 4.º Ciclo de Presidências Abertas chegou ao fim a 5 de maio, com um dia dedicado à União de Freguesias de Santa Marinha e Afurada. A manhã ficou marcada pela habitual reunião entre os executivos, para debate das principais preocupações e análise dos projetos em curso, e ainda por uma visita ao Centro Social de Coimbrões.

Durante a tarde, o presidente da Câmara Municipal, acompanhado dos vereadores, visitou a Escola Básica de Santa Marinha. Além de tomar nota das principais preocupações em torno das condições deste estabelecimento – assumido pelo município há um mês, no contexto da transferência de competências na área da Educação –. Eduardo Vítor Rodrigues conviveu, como habitualmente, com alguns dos alunos e esteve, ainda, no local onde será erguido o pavilhão desportivo municipal que servirá esta escola e a comunidade.

A comitiva seguiu, depois, para a zona da Cerâmica das Devesas, onde foi feita uma breve apresentação do Gaia Museu Ambiente, que nascerá num terreno anteriormente ocupado por aquela empresa, entretanto adquirido pela Câmara Municipal. Eduardo Vítor Rodrigues mostrou-se certo de que este será um polo importantíssimo do concelho: “Com a linha Rubi, que trará o metro às Devesas, o museu, o Centro de Congressos, toda esta zona será fortemente alavancada”, congratulou-se. O Museu criará um novo polo histórico e cultural de lazer, de atração turística, e surgirá como mediador do passado, do futuro, da cultura e da natureza.

Na sessão noturna, reuniu diversas instituições e representantes locais, estiveram em destaque as preocupações da comunidade escolar, a vida associativa e a desagregação de freguesias. O presidente da União de Freguesias de Santa Marinha e Afurada enalteceu a “forte adesão” da população à iniciativa, bem como o trabalho possível graças às parcerias com muitos dos presentes. Paulo Lopes deixou, ainda, elogios ao presidente da Câmara Municipal: “Alguém que consideramos e estimamos pela proximidade que tem com as pessoas, com as instituições e pela atenção especial que tem ao nosso território”.

Eduardo Vítor Rodrigues, por seu turno, anunciou estar em perspetiva o cofinanciamento para a construção de um centro de saúde na Afurada. “Não podemos facilitar em áreas centrais e a saúde é fundamental. Já cá estivemos com a Administração Regional de Saúde, temos financiamento a que nos candidatamos, de 60 por cento, e o município pagará o resto”, esclareceu.

O presidente da Câmara Municipal abordou, também, um dos assuntos atualmente na ordem do dia: “Temos seis ou sete meses para fazer aquilo que as pessoas querem, a desagregação de freguesias. Chegamos todos à conclusão de que não houve poupança nem ganhos com a agregação, e os quinze presidentes de junta sabem que têm liberdade para fazerem o que quiserem. Se depender da minha vontade, o povo da Afurada e de outras freguesias pode e deve começar a trabalhar e encontrará no Município um parceiro para levar este processo em diante”, assegurou.

Do público vieram preocupações e sugestões diversas: melhorias para o cais de pesca, uma matéria sobre a qual a Câmara Municipal não tem autoridade; ponto de situação do pavilhão da EB2/3 de Santa Marinha – “à espera do visto do Tribunal de Contas” –; transportes públicos; iluminação; intervenções a fazer em algumas escolas; a necessidade de apoio do Centro Latino Coelho; ou a utilidade e vontade de reunir o movimento associativo da Afurada para melhor articulação, especialmente nas festas do S. Pedro.

DATA: 08/05/2022

FONTE: https://terrasdegaia.pt/featured/nao-houve-poupanca-nem-ganhos-com-a-agregacao-de-freguesias/